domingo, 24 de janeiro de 2010

Os 5 elementos da MTC - Madeira

Escrito por: Helena Campiglia
Editado por: Cínthia Alves

MADEIRA

A madeira é o cerne das árvores, representa a semente que germinou e cresceu, como as fases da evolução da vida: nascimento, crescimento, envelhecimento, morte e transformação. Contudo, o ciclo da árvore não é apenas o da semente que germina à árvore que morre; existe ainda um outro ciclo, o das estações. Ela é símbolo da sabedoria da natureza que acompanha as mudanças. A árvore nasce e morre inúmeras vezes e, pelas suas inúmeras transformações, permanece imortal.

A árvore é a ligação entre o céu e a terra. Suas raízes mantêm contato com o mundo subterrâneo e interno: a terra. Seus galhos e folhas tocam o céu e o mundo externo, produzindo belas folhas e frutos.

A árvore também é um símbolo de fertilidade, assim como a terra e a água. Na MTC, estes são os três elementos principais responsáveis pelo bom funcionamento do útero e dos ovários na mulher, possibilitando fluxos menstruais regulares, ovulação e fertilidade.

A Madeira representa, na MTC, o órgão Fígado e a víscera Vesícula Biliar.

- Fígado:

Suas principais funções são a de controlar os sentimentos, regular a digestão, regular a Via das Águas, conter o sangue nos vasos e promover o fluxo livre do Qi.

O Fígado tem dois movimentos: o movimento expansivo representado pelo Fígado Yang, a atividade; e o movimento de espera e recolhimento representado pelo Fígado Yin. Portanto, o equilíbrio nasce da alternância entre o movimento e o recolhimento. Assim, a Madeira imprime o ritmo biológico e psicológico de cada um.

Assegurar o livre fluxo do Qi é garantir a saúde e o movimento vital, pois ele permite o relaxamento, a expansão e a descarga de energia. Quando há acúmulo de Qi sem possibilidade de descarga, a energia implode e volta-se para dentro contra a própria pessoa.

O Fígado é o responsável pelo armazenamento do Sangue. Nos momentos de descanso, durante o sono, a circulação é lenta e o Sangue é armazenado. Durante atividades físicas rigorosas, o Fígado libera o Sangue. Com relação à menstruação, quando o Fígado está em equilíbrio, o fluxo menstual é regular, sem coágulos e sem hemorragias consideráveis.

Aspecto psíquico da Madeira: o Fígado abriga o Hun (Alma ou Alma Etérea), que é um mediador entre a realidade interna e a externa. É responsável pelo relacionamento do indivíduo com o mundo e por sua capacidade de projetar seus pensamentos para fora. Hun, como o grande general, é capaz de prever, ver antes que se realize. É por isso que está ligado às premonições e aos sonhos, pois o Hun percebe o movimento energético, antes que este apareça no meio ambiente. Hun confere a capacidade de planejar, traçar objetivos e metas na vida. O indivíduo que se sente perdido ou sem rumo tem o Hun solto, desprendido do corpo. Por outro lado, quem tem boa capacidade de planejamento e consegue dar sentido à sua vida tem o Hun enraizado.

O Fígado abre-se nos olhos. Nos olhos se encontram juntas as funções do ver (sentido físico) e do enxergar (sentido psíquico). Ou seja, a pessoa pode ter olhos fisiologicamente funcionais, mas não enxergar os aspectos emocionais de uma determinada situação. Para poder ver e enxergar, o Fígado deve estar equilibrado, assim como as emoções que ele regula.

- Vesícula Biliar:

É uma víscera extraordinária pelos seguintes motivos: tem uma função importante no plano mental (é responsável por escolhas e tomadas de decisões); não recebe alimentos ou líquidos, diferentemente das outras vísceras (bexiga, intestinos e estômago); e acumula e excreta a bile.

Na MTC, a força de vontade (Zhi) vem do elemento Água (Rins), mas quem usa a força de vontade de modo a concluir a ação é a Vesícula Biliar. Esta é responsável pelas escolhas, pela coragem e pelo impulso.

- Emoção: raiva. A raiva é uma emoção que se move para fora, que possibilita demarcar território e avançar em direção a um objetivo. Quando a raiva se volta para dentro e não é expressa ou quando ela é excessiva e descontrolada, torna-se um fator de adoecimento.

- Personalidade Madeira:

Os indivíduos de personalidade Madeira Yang são decididos, expansivos, competitivos, independentes, ousados, combativos e inflexíveis. São bons planejadores, tomam a dianteira nas decisões; são líderes naturais e podem ser autoritários ou simplesmente cativantes. Contudo, podem tornar-se irritáveis, impacientes, desatentas, intolerantes, egoístas e agressivas, pois sua necessidade de ação acaba impelindo-as ao movimento frenético, passando por cima de outras pessoas ou quaisquer obstáculos.

A personalidade Madeira Yin tem uma grande energia contida, pois apesar de todo o potencial descrito, são pessoas que não costumam expressar-se abertamente e não ralizam tudo o que poderiam. Isto é perigoso, pois o indivíduo tende a jogar para dentro o que deveria jogar para fora. Em decorrência disto, podem apresentar sintomas depressivos ligados à frustração e à raiva dissimulada, e podem também ter explosões momentâneas ou implodir, acarretando uma série de doenças de origem emocional.

Fonte: livro "Psique e Medicina Tradicional Chinesa". Editora Roca, 2004.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário